add artist photo
Dealema
Add Explanation
Add Meaning
Dealema

Sala 101 lyrics

$album_name
$date_release
$writer_name
New! Read & write lyrics explanations
  • Highlight lyrics and explain them to earn Karma points.
Dealema – Sala 101 lyrics

ALERTA!
O ser humano й bбsico, trбgico
Contra a propria raзa й sбdico.
Um bebй abandonado num saco plбstico,
Adolescente apanha a sida com o padrasto,
Uma cabeзa й decapitada num rapto, noticiбrio:
Invasгo de canibais ao estбdio,
Um imigrante com o crвnio esmagado dуI tanto
Como um pai que perde lentamente o filho ignorado,
O videojogo que acaba em assassinato,
A religiгo eleva a fй do bombista fanбtico,
Um acidente na estrada pode acabar num obrigado
Ou entгo com a frase: "eu mato-te".
Violкncia gera violкncia, violкncia gera ignorвncia, ignorвncia gera violкncia.
Se йs dotado de inteligкncia quebra a cadeia,
Tu йs dotado de inteligкncia quebra a cadeia!

Ignorвncia gera violкncia, nela nunca procurei abrigo.
Cultivo a paz pela subsistкncia da existкncia deste universo onde resido.
Se estбs a um passo do abismo pensa bem,
Serб que vale mesmo a pena ir mais alйm?
A consequкncia do ar torna-te refйm,
Nгo queiras para os outros o que nгo queres para ti tambйm.

Ele puxou o gatilho da 6 35, bazou,
Deixou sangue no recinto.
Ele era um puto normal, um puto bombбstico
Mas era mal tratado pelo padrasto.
A mгe nгo tinha tempo para intervir,
Trabalhava horas extras numa fabrica para subsistir,
Sem tempo para o acompanhar ou dar educaзгo.
Primeiro meteu patelas, depois veio o sabгo.
Passou para os kilos, depois veio o filho,
Passou para as bases, depois veio o vнcio
(E a ressaca).
Comeзaram os assaltos а mгo armada a joalharias
Com fiat unos gamados e gunaria
De todos os lugares, de todos os bairros
Do aleixo ao tarrafal atй criar um gang local.
O seu pai estava demente, estava a flipar.
Veterano, ex-combatente do ultra-mar.
Tinha ido para morrer, tinha ido para matar
Mas nгo estava preparado para o que iria enfrentar.
Veio traumatizado com quem tinha matado,
Com pastilhas que tinha tomado, obrigado
A ingeri-las com a comida, continha LSD e anfetaminas, drogas quimicas.
O puto acabou condenado, encarcerado,
A mae com o desgosto e o pai alcoolizado.
Pousa essa arma e lк um livro,
Nгo e mau karma, tens livre arbнtrio.
Vк se tens calma, vence esse vicio,
Andas em circulo, quebra esse ciclo.
Nгo estбs perdido, hб um caminho,
Tens uma mente, alimenta o espнrito.
Planta a semente, sк positivo,
Dissipa o уdio e ama o prуximo.

Ignorвncia gera violкncia, nela nunca procurei abrigo.
CUltivo a paz pela subsistкncia da existкncia deste universo onde resido.
Se estбs a um passo do abismo pensa bem,
Serб que vale mesmo a pena ir mais alйm?
A consequкncia do ar torna-te refйm,
Nгo queiras para os outros o que nгo queres para ti tambйm.



Lyrics taken from http://www.lyricsmode.com/lyrics/d/dealema/sala_101.html

  • Email
  • Correct

songmeanings

      Write about your feelings and thoughts

      Know what this song is about? Does it mean anything special hidden between the lines to you? Share your meaning with community, make it interesting and valuable. Make sure you've read our simple tips.
      U
      Min 50 words
      Not bad
      Good
      Awesome!
      This page is missing some information about the song. Please expand it to include this information. You can help by uploading artist's image, adding song structure elements, writing song meaning or creating lyrics explanation.

      Featuredlyrics

      Explain